Como será a mobilidade urbana daqui a 10 anos, em 31 cidades do mundo

By 28 de fevereiro de 2020 Releases No Comments
Mobilidade Urbana 2030

Levantamento aponta que o uso de carro como meio de transporte em São Paulo deve cair 28% até a próxima década

O Grupo Kantar realizou um estudo chamado Mobility Futures, onde apresentou dados sobre as tendências do transporte urbano para a próxima década e prevê uma queda de 10% no uso de carros nas maiores cidades do mundo até 2030.  A ascensão da economia compartilhada, veículos autônomos, juntamente com o envelhecimento da população global, reduzirão a necessidade do uso de carros.

De acordo com o estudo, o declínio do uso de carros no mundo será compensado pelo aumento do transporte público, ciclismo e caminhada que representarão 49% de todas as viagens realizadas em 2030. Em São Paulo, o uso de bicicletas terá o maior aumento até 2030 (47%), seguido das viagens a pé (25%) e transporte público (10%). No mundo, o crescimento previsto é de 18% para o uso de bicicletas, 6% nas viagens a pé e 49% para transporte público.

Outro fator que vem colaborando com este crescimento é o aumento do número de projetos de infraestrutura em todo o mundo, como expansão de ciclovias, aplicativos de compartilhamento de bicicletas, projeto de passarelas para pedestres e melhoria e expansão do transporte público.

Ranking das Cidades no Mundo

O Grupo Kantar também divulgou três índices que mostram as mudanças do transporte público, o índice tecnológico e a confiança do cidadão com seu município.

Transforming Cities: Índice que avalia o quanto a mobilidade pública mudará até 2030, se baseando na mudança na proporção do uso de carro, bicicletas, viagens a pé e transporte público. As cidades com maior mudança recebem uma pontuação maior sendo 100 a média global. Neste índice o primeiro colocado é Manchester (184,9), seguido por Moscou (183,4), São Paulo (172,4), Paris (160), Joanesburgo (157,3), Cantão e Milão (154,6), Montreal (120,3), Amsterdã (119,7) e Xangai (118,5).

Índice de Cidades Tecnologicamente Preparadas: Este índice avalia como as cidades estão preparadas tecnologicamente para o futuro com base em fatores, como infraestrutura digital, abertura e compartilhamento e veículos autônomos e PIB. Os 10 primeiros colocados são: Amsterdã (59,7), Londres (58,3), Los Angeles (57,2), Xangai e Nova Iorque (55,8), Copenhague (55,3), Berlim (54,8), Pequim e Chengdu (53,9) e Chicago (53,6), deixando São Paulo em 28° com 32,5 pontos.

Índice de Confiança do Cidadão: Este índice avalia quanta confiança os cidadãos têm em seus municípios para investir ativamente para um futuro mais sustentável para a mobilidade. As cidades que mais pontuaram foram: Chengdu (73,7), Cantão (73,6), Mumbai (72,9), Xangai (72,7), Jacarta e Pequim (71,4), Moscou (67,8), Singapura (67,7), Londres (66,0) e Copenhague, deixando São Paulo em último lugar (31°) com 48,8 pontos.

Fontes:

Kantar;
G1 Globo;
Segs;


Imagem;

Leave a Reply