Em Testes, Anticorpo Encontrado em Lhamas Impede o Novo Coronavírus de Infectar Células Humanas

By 12 de maio de 2020 Releases No Comments
lhama

O anticorpo impediu o novo coronavírus de infectar células humanas em teste de laboratório e poderá ser usado para criação de um novo remédio para tratar o COVID-19

Nesta quarta-feira (06/05) um grupo de pesquisadores belgas e norte-americanos descobriram um anticorpo presente em lhamas que consegue neutralizar o vírus causador do covid-19, impedindo que ele infecte células humanas. Os testes foram feitos em laboratório fora do corpo humano ou de animais, mas a equipe se prepara para os testes pré-clínicos (em animais).

O anúncio foi feito pelo Centro para Biotecnologia Médica VIB-UGent, mostrou que o anticorpo encontrado na lhama impede o vírus de se reproduzir já que ele se conecta a proteína que o vírus utiliza para infectar as células humanas.

“Este é um passo muito importante na luta contra a covid-19, tornada possível pela união de forças (dos dois laboratórios)”, afirmou Saelens, pesquisador belga que lidera a pesquisa.

Anticorpos X Vacina

As pesquisas contra o coronavírus ocorrem em diferentes frentes. Enquanto alguns pesquisadores tentam utilizar o plasma sanguíneo de pacientes que se curaram da covid-19 para curar novos pacientes, outros buscam desenvolver uma vacina que torne o ser humano imune ao coronavírus.

A busca por anticorpos que neutralizam o vírus é uma terceira linha de ação. O problema é que alguns grupos, como idosos, costumam ter uma resposta moderada e podem produzir poucos anticorpos, continuando assim vulneráveis à doença.

Outra vantagem é que, apesar de sua ação durar menos tempo, o anticorpo oferece proteção imediata, como um remédio que cura ou impede a doença, o que também pode ser muito útil aos profissionais de saúde, que ficam em constante risco de serem infectados.

Por isso, os cientistas do novo estudo estão empolgados com o resultado obtido com o anticorpo retirado das lhamas. A orientação continua sendo a de não contar com uma vacina ou remédio em curto prazo e seguir os cuidados para evitar a infecção, ficando em casa sempre que possível e adotando medidas preventivas como o uso da máscara.

Fonte:

Correio Braziliense;

Leave a Reply