Startups brasileiras usam inteligência artificial no diagnóstico de coronavírus

By 28 de abril de 2020 Releases No Comments
startups

As empresas brasileiras Mindfy e Coronabr criaram ferramentas automatizadas que ajudam as pessoas a identificar se estão com a doença do novo coronavírus

Diversas mudanças ocorreram nas empresas durante a quarentena, muitas alteraram seu foco para o digital e novas empresas estão surgindo para auxiliar no combate do COVID-19. As startups brasileiras Mindify e Coronabr estão utilizando a tecnologia para aprimorar seus serviços durante a quarentena causada pelo coronavírus.

CoronaBr

O site da Coronabr está hospedado na nuvem pública da IBM, reúne informações sobre a doença e conta com uma espécie de um enfermeiro virtual chamado “Pedro do Coronabr”. O robô tem como intenção realizar a triagem de pacientes para definir quais precisam de atendimento médico presencial ou quais podem permanecer em casa, com base nos sintomas relatados.

Flavio Machado, responsável pela Coronabr, comentou que o robô foi desenvolvido com base em um algoritmo, lançado em 19 de março já é utilizado por planos de saúde como Unimed, e que a inserção do projeto no programa Startup With IBM permitiu que seu alcance aumentasse, chegando a mais de um milhão de acessos no primeiro dia.

Mindify

A startup Mindify está utilizando inteligência artificial para criar diagnósticos assistidos a pessoas que procuram saber se estão infectadas pelo coronavírus. Com a otimização do protocolo de identificação da doença, a startup procura auxiliar pessoas que estão em busca de um diagnóstico rápido e gratuito para a covid-19.

Essa tecnologia também está sendo usada no plano de saúde Unimed, em uma área dedicada chamada de telemedicina. Usando a inteligência artificial desenvolvida Mindify, o paciente responde uma sequência de perguntas, para a triagem. Logo após, o médico recebe o relatório para decidir os próximos passos a serem tomados pelo paciente.

A semelhança entre as iniciativas está no auxílio ao combate da covid-19 e no uso da tecnologia para responder a este momento de crise. As duas iniciativas têm o apoio da empresa de tecnologia IBM que, por meio da sua plataforma da nuvem pública IBM Cloud, permite que as companhias possam expandir o alcance de seus projetos.

Fonte:

Exame;

Leave a Reply